Escolha uma Página

Hoje é dia de pizza!

Sempre gostámos de preparar refeições em família, ver programas de culinária, pesquisar receitas e passarmos um tempo na cozinha a elaborar os pratos. São momentos muito nossos e que criam boas recordações. Como já dissemos várias vezes por aqui, somos muito felizes à volta da mesa (e da comida!).

No primeiro confinamento fizemos bastantes receitas novas. Neste não tem sido com tanta frequência, no entanto, é algo que já faz parte dos nossos programas de fim-de-semana preferidos. Por isso, hoje partilho uma das coisas que mais gostamos de fazer em família. Pizzas! A receita para a massa é a do Jamie Oliver. Adoramos os livros dele, por ter pratos deliciosos e possíveis de fazer! E comida de conforto!

A massa:

  • 1kg de farinha tipo 65 sem fermento, mais a necessária para polvilhar a bancada onde estenderem a massa (ainda é alguma, pelo que melhor é comprarem dois pacotes).
  • 1 saqueta de de fermento de padeiro (7gr) ou 21gr de fermento de padeiro fresco (1gr fermento seco = 3gr fermento fresco).
  • Sal marinho

Coloquem a farinha, o fermento e uma colher de chá rasa do sal numa tigela grande. Abram uma cova no centro e vertam 675ml de água morna e vão misturando lentamente, com movimentos de fora para dentro. Quem opte por fermento fresco, diluam o fermento na água antes de a verterem. Quando a massa estiver homogénea, amassem-na numa superfície polvilhada de farinha durante 15 minutos. Quem tiver uma Bimby ou similar e não lhe apeteça amassar à mão, coloquem tudo no copo ao invés da taça e seleccionem a velocidade “Espiga” e coloquem os 15 minutos. Massa amassada, coloquem-na numa tigela untada levemente com azeite, cubram com um pano de cozinha humedecido e deixem levedar num local aquecido durante 1 hora ou até duplicar de volume.

Quando a massa tiver dobrado o volume, amassem-na novamente, dividam-na em oito bolas iguais. Deixem-nas levedar durante mais 30 minutos num tabuleiro polvilhado de farinha e cobram com o pano húmido. Se acharem que é massa a mais, esta é a altura perfeita para porem a congelar. Entretanto pré-aqueçam o forno a 240º. Quando chegar a hora de fazer as pizzas, vão esticando e puxando as massas, passando-as de uma mão para a outra e deixando a força da gravidade as estique até estarem ao vosso gosto. Não se preocupem muito, rapidamente lhe apanham o jeito.

O molho:

  • 1kg de tomate (chucha ou rama, bem maduros)
  • 4 dentes de alho
  • 1/2 colher de sopa de sal
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • pimenta e orégãos a gosto

Cortem o tomate em pequenos cubos. Num tacho coloquem o azeite, os alhos picados, o tomate cortado e os orégãos, temperem com sal e  pimenta e levem ao lume. Deixem apurar durante cerca de 20 minutos, mexendo para não pegar. Rectifiquem os temperos e usem uma varinha mágica ou um processador para triturar tudo e voilá, uma base de tomate simples e maravilhosa.

A partir daqui o céu é o limite! Façam as pizzas com os sabores que preferirem. Cá por casa costumamos polvilhar no final com mais um pouco de orégãos e acrescentamos um fio de azeite. Levem ao forno por 10 minutos, ou até a pizza estar dourada e a empolar a toda à volta e… desfrutem!

Bom fim-de-semana e um beijinho,

Filipa

Share This